2008: Convenção sobre drogas da ONU

 2008: Convenção sobre drogas da ONU

folhascoca 2008: Convenção sobre drogas da ONUplantacoca2 2008: Convenção sobre drogas da ONU

A folha de Coca na atualidade, apresenta-se como uma alternativa contra a fome e a desnutrição, e muitos nutricionistas recomendam, a elaboração de numerosos pratos culinários preparados a partir da folha. Segundo as pesquisas da medicina natural, toda pessoa deve consumir diariamente, 25 gramas de folha de Coca, em média. Este ingrediente, permite um conforto físico e mental aos seus consumidores. As civilizações antigas já sabiam disso a muito tempo! Seu uso data, nada mais, nada menos, do que de 5000 mil antes de Cristo.
Devemos afirmar que frente ao uso e consumo da folha de Coca na alimentação diária, existem duas posições rotineiras: os que são defensores de suas bondades e propriedades, e que, portanto, sustentam que deve ser consumida na dieta diária; e aqueles que a consideram como uma planta nociva, com o pressuposto de causar ¨adicción¨. Na realidade, quem se opôs férreamente a proibição de seu consumo são as grandes indústrias farmacêuticas, empresas transnacionais, que ganham milhões de dólares com a venda de seus produtos químicos.

Finalmente, gostaria de expressar meu otimismo e confiança no retiro da folha de Coca da lista de drogas nocivas, elaboradas pela Convenção Sobre Drogas, cuja a nova reunião se realizará no ano de 2008, na cidade de Viena (Áustria). Não podemos permitir que os países industrializados imponham seus critérios para e exploração de recursos naturais de origem andinas. A queda de braço é de cunho político, econômico e Cultural. Portanto fiquemos atentos as movimentações!

Por Érico Massoli

 

share save 171 16 2008: Convenção sobre drogas da ONU
Esta entrada foi publicada em Cultura, Política. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta