Santa do pau oco

É difícil chegar de viagem
e ver a casa vazia,
é incrível como a casa
ficou pequena e sombria.
nos espelhos vejo
apenas sua fotografia,
iconografia
santa do pau oco,
tola idolatria.
abrir a geladeira cheia de bebida
como se não houvesse vida,
escolher roupa no armário
e não ver lingerie e roupas íntimas.
usar o banheiro
sem se preocupar em molhar a pia,
tirar água do joelho
sem se preocupar em levantar
a tampa da rainha.
o copo meio cheio,
a mente meio vazia,
o gosto pelo casal,
o limiar da vida.
viver com alegria,
quem se importa,
momentos alegres
ou tristes,
lágrimas ácidas,
sorriso jovial,
sexo comportado
sem palavrão,
sexo carnal
tem putaria,
monogamia?
pouco importa,
viva a vida!
share save 171 16 Santa do pau oco
Esta entrada foi publicada em Poesia. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta