Arquivo do Autor: erico

Ator mente

Sorrria De noite De dia Com maestria Ator mente Maestro DeMente Vazia Ator menta Da vida.        

Share
Publicado em Poesia | Deixar um comentário

Não esqueço

  Te perdoei Mas não  Esqueço O bem e o mal Que você me faz

Share
Publicado em Cultura, Poesia | Deixar um comentário

Aprendendo a viver

“Podes me indicar alguém que dê valor ao seu tempo, valorize o seu dia, entenda que se morre diariamente? Nisso, pois, falhamos: pensamos que a morte é coisa do futuro, mas parte dela já é coisa do passado. Qualquer tempo … Continue lendo

Share
Publicado em Cultura, Literatura | Deixar um comentário

O lobo da estepe

Andava sobre duas pernas, usava roupas e era um homem, mas não obstante era também um lobo da estepe. Havia aprendido uma boa parte de tudo quanto as pessoas  de bom entendimento podem aprender. O que não havia aprendido, entretanto, … Continue lendo

Share
Publicado em Literatura | Deixar um comentário

Fenix

Eu também sofri e vivo por amor já se vão meses sangrei chorei morri por várias vezes mas renasci, como a fenix, que renasce das cinzas todas as vezes.

Share
Publicado em Poesia | Deixar um comentário

“Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto, gostem de mim, nem que eu faça a falta que elas me fazem. O importante pra mim é saber que eu, em algum momento, fui insubstituível, e que esse … Continue lendo

Share
Publicado em Poesia | Deixar um comentário

Inspiração

manda inspiração ousada dança preguiça divertida sorriso sem ruído lembrança pelo louro ruivo fogo, linda.

Share
Publicado em Poesia | Deixar um comentário

Choro!

Novo tripé da vida: dança música poesia Pandeiro caxixi agogô tantã ganzá tamborim surdo. Nova percepção de ritmo: Samba canção samba de roda samba enredo breque afro choro.

Share
Publicado em Sem Categoria | Deixar um comentário

Santa do pau oco

É difícil chegar de viagem e ver a casa vazia, é incrível como a casa ficou pequena e sombria. nos espelhos vejo apenas sua fotografia, iconografia santa do pau oco, tola idolatria. abrir a geladeira cheia de bebida como se … Continue lendo

Share
Publicado em Poesia | Deixar um comentário

Não é capim

Não dá em arvore, não é capim, é de papel, mas tem fim. Não sei como ganhar quando eu aprender, fazer dinheiro, vai sobrar. Mas liberdade hoje, sem dinheiro não existe, mas com ele, sinto, vai me aprisionar. Não tenho … Continue lendo

Share
Publicado em Poesia | Deixar um comentário